[FP] Jace Herondale

Ir em baixo

[FP] Jace Herondale Empty [FP] Jace Herondale

Mensagem por Jace Herondale em Sex 19 Dez - 21:25

Jace Herondale
oc info
Nome completo: Jace Herondale
Idade: Dezenove anos
Natural de : Londres
Criado em : Londres
Nome do progenitor mortal: Não sei
Características Físicas do Personagem: Alto com 1,85m, pele clara, olhos claros que muitas vezes chamam atenção e cabelos castanhos, forte e sempre malhando quando tem um tempo livre ou nos finais de semana. Na maior parte do tempo é perfeccionista e muito amigável, às vezes fica frio e calculista quanto aos seus treinos e/ou o que estiver fazendo. Possuí algumas cicatrizes antigas e outras mais recentes por brigas que se meteu defendendo seus amigos. Ele costuma ser simples com suas roupas sem muita moda ou coisas espalhafatosas, mas tem seu estilo certo como cores de blusas, ou que tipo de blusa usar porque mesmo com simplicidade ele consegue ficar bem.
Características Psicológicas do Personagem: É um jovem fechado para a maioria das pessoas e um pouco anti-social por muitos fazerem brincadeiras de mau gosto com ele. Ele costuma ser solitário e observador, pois não é musculoso, mas tenta se manter com um porte físico grande, porque depois de crescer rapidamente, é melhor ser alto e forte do que alto e magrelo. Não costuma falar com ninguém a não ser que seja realmente necessário e conveniente. Costuma ser perfeccionista com suas coisas, gosta de fazer tudo sozinho e impecável, mas também pode ser preguiçoso e desleixado, ou seja, ele é bem complicado por si só.
Cite três deuses que você gostaria que fossem seu progenitor: Hécate, Dionísio e Deméter, porém fiz essa ficha com intenção de me tornar prole de Hécate.
antes do acampamento...
Havia crescido em berço de ouro e viver nas sombras de sua mãe com quem se parecia muito nas palavras de seu pai não foi fácil. Durante sua infância mimada na mansão Herondale, acabou criando um caráter manipulador e egoísta que apenas sua mãe lhe confortava porque tinha uma foto dela escondida de seu pai porque pegou do mesmo. Seu pai nunca foi de ficar próprio e ter aquele laço unha e carne de pai e filho, foi mais daquele que prometia conversas mais tarde e esse mais tarde nunca chegava. Sempre brincava ou tentava chamar a atenção do seu pai com brincadeiras ou travessuras na escola, mas quando ele morreu deixando Jace com 9 anos, o mesmo “tomou jeito” na vida. Passou a ser mais humilde e sensível com a dor e sentimentos alheios, o tornando frio e calculista para os estudos e quando fez dez anos pediu para fazer esgrima, artes marciais para não ficar mais tanto tempo à toa e sofrendo pela perda do pai. Foi difícil porque o cansaço se misturava a saudade e com a raiva de si próprio achando que tinha culpa.

Quando fez seus catorze anos foi colocado por seu tio que administrava a riqueza da família num internato onde passava mais tempo em detenção do que fora delas, porque como vivia direto no internato e sentia saudades de casa, ele aprontava certas coisas leves para que seu tio fosse chamado. Infelizmente, apenas ligavam pra ele e ele dizia pra me punir apenas ao invés de falar comigo ou vir me trocar de escola. Como eu sempre me mantive aprontando pra atrair meu tio, o diretor me fez começar a malhar na academia da escola e me inscreveu na aula de esgrima que eram todos os dias após o almoço para me distrair e ocupar meu tempo, o que funcionou porque até eu me acostumar me cansava bastante e quando me acostumei eu cansei das brincadeiras já achando infantil.

Quando fiz 17 anos, tentei me manter desde que entrei com poucos amigos, mas de certa consegui porque tinha um amigo apenas e ele sempre tava perto quando eu precisava dele ou não. O nome dele era Lion e o mesmo usava muleta por uma fratura no joelho esquerdo e tinha muito cabelo mesmo e era todo bagunçado, sentia uma afeição por ele muito grande, como se quisesse algo mais, mas me reprimia logo porque era um amigo e era engraçado ter um amigo mais íntimo do que apenas na sala e trabalhos. Iria Havia feito quase seis meses do meu aniversário, e estava fazendo um ano que conhecia Lion e resolvi aprontar, então comprei uma garrafa de vodka com uns garotos que tem uns contatos e chamei a Lysa que era uma garota que ele gostava. Ela era meio branca, mas com marcas de sol de biquíni que aparecia e pela manga da blusa do uniforme, era morena e tinha olhos claros como os meus, se olhar teoricamente a descrição minha e dela, poderíamos ser irmãos. Surpreendi Lion após a academia, porque o levei pro quarto dele que estávamos no fim de semana e o colega de quarto saiu pra visitar a família e já tinha escondido a garrafa de vodka no quarto dele.

Entramos e enquanto ele ia pegar umas roupas pra eu dormir lá eu preparava o local pra noite, então peguei a garrafa e faço a surpresa dele porque ele sempre quis provar. Ele me abraça e por algum motivo prolongamos o abraço, nos afastamos lentamente e nos beijamos demoradamente como se nada importasse. Parei o beijo e chamei a Lysa porque ela seria a surpresa e sai do quarto ficando no quarto vizinho que os alunos também tinham ido visitar a família, mas fiquei na sala assistindo filme pensando no beijo e em como Lysa estaria com Lion, mas tomei um susto com Lysa me tocando no ombro e dizendo que Lion ficou com dor de barriga e ela se cansou de esperar pela volta dele ainda naquela noite. Ela pediu desculpas porque era uma surpresa e falou que quando ele melhorar, ela não estaria solteira por muito tempo e devia aproveitar.

Voltei pro quarto batendo na porta e tudo, entrei no quarto olhando que estava quase igual como quando sai e bati na porta do banheiro perguntando se ele estava bem. Ele abre a porta, me agarra e me beija me empurrando na cama. Ele se deitou sobre mim tirando a blusa e desabotoando as nossas calças, voltou a me beijar e a passar a mão dentro da minha camisa e a rasgou puxando e a tirando de mim a força. Ri dele tentando fazer pose de machão porque ele era mais do estilo quieto e me deixou com duas mangas estranhas nos braços. Eu tentei me levantar para tirar direito as mangas, mas ele prendeu minhas mãos acima da minha cabeça e disse que naquela noite em diante seria eu e ele para sempre e me beijou em seguida Após aquele final de semana passamos a nos relacionar e tudo ia bem, mas depois de um ano e meio de namoro escondido certo ciúme cresce entre nós porque as meninas tentavam ficar perto dele porque ele ficou mais forte e cortou o cabelo, em outras palavras uma sedução ambulante.  

Ele recusava é claro, mas ainda sim não estava feliz com aquela atenção nele e sentia uma inveja também porque querendo ou não eu também fiquei mais forte pela malhação, mas me lembrei que era fechado e as únicas que se interessavam em mim eram as meninas secas e sem nada de incomum que fofocavam e pelo que ouvi elas achavam que eu era um vampiro como em Crepúsculo. Ri porque era muito engraçado e com certeza não ficaria com uma menina seca e sem nada incomum ou interessante. Um garoto se matriculou na escola que se chamava Jim e algo me chamou atenção nele, no início foi estranho porque ele me olhava estranho e eu o olhava estranho também e ficamos nisso por quase 3 meses até que tomamos coragem e após as aulas marcamos de estudar. Ele acabou virando meu amigo durante umas aulas, o que deixou Lion meio ciumento, então chamei os dois pra esclarecer, mas fomos interrompidos pelas líderes de torcida que estavam estranhas por algum motivo. Jim me puxa e eu puxo Lion enquanto Jim tentava nos tirar do banheiro masculino que estava trancado e eu perguntei o que tava acontecendo e ele me diz que era Empousas. Eu fiquei sem entender nada e ele tira uma adaga sabe-se de onde e diz, vai matá-las. Ele me empurrou e enquanto observava a adaga, Lion foi puxado por uma delas que o agarrou e o beijou na boca.

Eu vi que ele tentou se soltar, mas do nada ele ficou mole o que me deu uma raiva e fui pra cima dela. A outra entrou na frente e me segurou nos ombros me sacudindo tentando me deixar tonto, mas bato nos braços dela e ela acaba me soltando. Piso no pé que não era metal e finco a adaga no ombro direito dela achando resolver por alguma coisa, mas ela me segura pelos ombros de novo e me joga longe. Por sorte segurei firme a adaga e ela ainda estava comigo e enquanto me levantava a moça estranha gemia de dor e falava alguma língua estranha que eu estava entendo alguma coisa, mas minha cabeça doía e não entendia direito. Ele veio correndo na minha direção e me abaixo enquanto ela pulou pra me agarrar no ar, mas sem parar eu vou até a outra monstra para recuperar Lion dos braços dela, e por sorte eu acho, ela largara ele para ver a irmã. Eu me ajoelho no chão gritando Lion, o puxo sobre minhas pernas dobradas chamando o nome dele e batendo no rosto dele esperando ele acordar, mas fora inútil e eu sabia disso mesmo não querendo acreditar. Jim coloca a mão no meu ombro e diz:

-Ele se foi Jace, sinto muito.

Eu grito não e esperava uma resposta dela, mas só ouço um “OPA” e me viro a tempo de ver a moça estranha que segurava Lion, mas estava pulando em Jim tentando beijá-lo. Viro-me para procurar a outra e vejo apenas pó amarelo onde elas estavam e fiquei sem entender. Jim diz pra mim que a outra sumiu porque morreu graças ao crânio que quebrou na parede quando pulou. Eu entendi que morreu e ia perguntar onde estava o corpo, mas a moça estava conseguindo quase beijar ele, então me levanto já indo até eles. Eu mudo a adaga de mão e finco nas costa dela, ela grita e eu tiro a adaga. Ela move o braço assim que tirei a adaga, mas finco de novo mais pro meio e embaixo, e repito isso até ela sair de cima de Jim. Jim apenas dizia em pontos mais vitais e tentei usar pontos vitais que conhecia da aula de biologia, mas as aulas não ensinam como apunhalar moças estranhas pelas costas.

A moça fechou os olhos, larguei a adaga deixando o cabo rolar pela minha mão coberta de sangue, viro-me e retorno até Lion de novo. Ajoelho-me verificando Lion e o chamando, batendo no rosto dele, mas nada adiantava. O pulso dele eu não sentia o que significava que ele estava morto e meus olhos já estavam transbordando lágrimas há um bom tempo até que Jim pega a adaga do chão onde tinha a outra líder de torcida estranha e me puxa dizendo pra irmos. Dois garotos me levantaram enquanto outros dois pegavam o corpo de Lion para levá-lo dali, tentei me soltar, mas eles eram fortes e tinham algum tipo de suporte para tiras de madeira que eu reconheci de algum lugar. Eles me levaram para meu quarto e entraram logo depois, Jim apareceu e se sentou na cama em frente a minha e me explicou que eu era Semideus, filho de um mortal com uma deusa e que os dois muros ambulantes ali eram semideuses também e ajudaram na mortes dos dois monstros, só que como eu estava lá agindo por conta própria, eles não puderam agir sem que me ferisse  e por isso apenas reforçavam o ataque que eu mesmo já fazia.

Eles estavam nas vigas de sustentação do vestiário e a visão não era boa para mira e eu perguntei se aquilo que usavam se achava arco, flechas e a aljava porque reconheci dos filmes Senhor dos Anéis que os elfos usavam e eram bem parecidos com os que eu via ali de verdade. Agradeci sem jeito pela ajuda e Jim me ajuda a arrumar minhas coisas e fomos nós 6 (os dois com arco e flecha, os dois que levaram o corpo do Lion para longe de mim, Jim e eu), mas durante a viajem só tentei não ficar com raiva porém só conseguia chorar e ficar revivendo os acontecimentos varias e varias vezes e como eu perdia Lion por não agir rápido o suficiente.

_________________


Jace Herondale
Someone's son | 19 year | Bad Boy | Nightmare |  @
Jace Herondale
Jace Herondale

Mensagens : 1
Data de inscrição : 19/12/2014
Experiência [XP] :
[FP] Jace Herondale Left_bar_bleue0 / 1000 / 100[FP] Jace Herondale Right_bar_bleue

Saúde [Hp] :
[FP] Jace Herondale Left_bar_bleue100 / 100100 / 100[FP] Jace Herondale Right_bar_bleue



Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum